Rss Feed
  1. Credito: Rê Lima


    Tema: Imagem e Texto
    Período de votação: 18/08 a 20/08

    Numa cidade qualquer desse meu Brasil imenso
    Ouvia-se ao longe a algazarra
    Um grupo de jovens atraía olhares curiosos
    O que haveria de ser aquela manifestação?
    Com entusiasmo e alegria celebravam a liberdade de expressão
    Em suas mais variadas cores e matizes
    Saias de chita coloridas ganhavam vida
    No singelo bailar das moças
    Rapazes vestidos de branco acompanhavam com
    Batuques, batucadas,
    Sons, ritmo, alegria
    No centro, em destaque, a figura fantasiada simbolizava a diversidade e riqueza desta nação
    Misto de Carmem Miranda com alguma porta-bandeira
    Dos desfiles de escola de samba
    Curiosos transeuntes paravam para observar a cena singular
    Com movimentos não ensaiados, o grupo
    Ia contagiando a todos com sua despretensiosa manifestação artística
    Aquele início de tarde, jamais irei esquecer!
    Para muitos, algo corriqueiro
    Espetáculo despretensioso que pude presenciar
    Em frente à Universidade Federal do Paraná
    Praça Santos Andrade, em Curitiba.
    Naquele dia, a lente perfeitamente captou e a memória não apagou o belo acontecimento
    Poderia ser um dia comum, banal
    Mas não foi.
    Definitivamente, os dias não são iguais
    Basta ter olhos abertos para enxergar
    E coração para sentir
    Uma câmera nas mãos
    E alegria de viver um dia de cada vez.

    Rê Lima
    Sinto a necessidade de conhecer melhor esse imenso país com minha câmera,
    olhos e coração abertos, sair fora do meu lugar comum.

  2. 7 comentários:

    1. Lyani disse...

      Nossa que explosão de bons sentimentos, alegria, entusiamo!!!
      Realmente os dias não são iguais, basta agente aprender a prestar um pouco de atenção aos pequenos acontecimentos mágicos... como olhar o céu!
      PARABÉNS!!! Lindo texto.
      bjos,
      Ly

    2. Medéia disse...

      Linda foto e texto muito belo.
      Muito vivo e colorido.
      Muito alegre!
      Bjos

    3. Vivi Bastos disse...

      Que belo olhar de registro você tem, Rê.

      Ao mesmo tempo que o texto ornava a imagem, a imagem ornava o texto. Lindo!

      Sei que as palavras fluíram tão forte é sua emoção.

      Parabéns!

    4. Cris Costa disse...

      Rê,
      quanta intensidade...Você me surpreende em cada desafio.
      Concordo plenamente com a observação no fim do texto, pois sinto o mesmo. Acredito que existe tanto a conhecer, tanto a fazer...mas para isso é necessário
      "sair fora do meu lugar comum".

      Maravilhoso!!!

      Parabéns!!

      Bjs

    5. fernanda disse...

      Lindo Rê!!!
      Olhos aguçados pras várias matizes do mundo...isso aí...fico feliz de ver pessoas nestes confins notando algo. Parabéns seu texto está perfeitamente afinado com a sensação que seus olhos captaram.
      beijooo

    6. Fernanda disse...

      Ah e a foto está bárbara...me diz uma coisa essa apresentação era de jongo, maculelê ou umbigada?

    7. disse...

      Fê!
      Que bom que você gostou...
      Eu também gostei muito de ter presenciado essa manifestação artística.
      Alías, Curitiba respira cultura.
      Mas não sei te dizer o que seria a apresentação.
      Mas achei tudo lindo.
      Bjs..Rê