Rss Feed
  1. XLIII Desafio
    Tema:
    Outono

    Por Lyani

    Porque era assim que conseguia viver sem ele. Sem nada para se lembrar. Nenhuma foto, nenhum presente, nenhum fio de cabelo, nenhuma lembrança boa o suficiente. O que tinha pra se lembrar que trouxesse um sorriso aos lábios? Nada. Nunca. Era sempre só tristeza, saudade e dor. E era outono. Porque as folhas caíam como as lágrimas que insistiam em rolar por seu rosto. E o vento soprava gelado como o toque dele. E o céu era sempre azul intenso como os olhos dele. E os dias sempre lindos fazia realçar a dor de nunca terem trocado um sorriso, um olhar de amor, palavras bonitas e verdadeiras. Continuava, porque é isso que se faz. Continuar, sempre. Mas não podia deixar de aguardar cada outono, embora doesse, como se o vento pudesse trazê-lo de volta. Ou seu cheiro, ou algo dele que ela nunca teve. Qualquer lembrança boa, além das tão cruas e reais que lhe imprimiam marcas de tristeza ao rosto bonito. Comptine D’um Autre Ete – L’Apres Midi. Há quem diga que há beleza na tristeza, e que aquele amor doloroso, possível de ver em cada gesto, em cada olhar, em cada risada, fazia bem à sua aparência. A tornara madura, de uma maneira mais especial. A dor da perda a transformara. E não é que fosse uma pessoa infeliz. Na maioria das vezes era feliz, e divertida. As pessoas costumavam gostar de sua companhia. Mas havia, e sempre haveria, os outonos. E o vento traria sim lembranças, reais e dolorosas. E traria lágrimas, e a verdade significativa de que nunca mais o veria de novo. E por mais que ele lhe doesse tanto, a falta dele doía ainda mais.

  2. 6 comentários:

    1. Vivi disse...

      Doloroso, melancólico e introspectivo...Texto belo e outonal!

    2. Lindo demais...
      Parecia que eu estava me olhando no espelho ao ler.

      beijos

    3. Medéia disse...

      Nossa!!!! Fiquei imaginando o inverno desta pessoa.
      Muito triste e muito elo ao mesmo tempo.
      Gosto muito dos seus textos de amor.
      Beijo grande

    4. Medéia disse...

      muito belo e não elo

    5. Cris disse...

      Lyani

      Seus textos são tão fortes.
      Quando você fala de amor é como se estivesse assistindo a um filme. Tudo tão claro e detalhado, uma verdadeira sequência de imagens.

      Perfeito! Parabéns!

      Bjs

    6. disse...

      É triste a dor da perda. Mas, assim omo uma estação que passa assim é a vida.
      Belo texto.
      Abraços,