Rss Feed
  1. Em um sótão

    14/03/2011

    Em meio a tantas outras histórias, lá no último andar do sótão, se encontra a mais linda de todas. À espera da pequena mão a abrir o grande livro.

    Dele saltitariam letras multiformes com cores de alegria.

    Passo a passo, as curtas perninhas subiram as escadas. Sentia como se voasse com asas de papel.

    Logo, pôde vislumbrar a porta em que só os sonhadores transpõem.

    O seu corpo pairava no ar. Até quando decidiu descer. Na ponta dos pés alcançou com as mãos a maçaneta dourada.

    Seus olhos grandes sorriam ante a perspectiva do conhecimento de um novo mundo.

    Ao abrir a porta, uma luz invadiu o ambiente. Tão forte. Quase não era possível enxergar o tesouro escondido naquele lugar escuro.

    Mas, o seu maior medo era o de não poder sonhar e perder a consciência das coisas. Queria de volta seus pensamentos, sonhos e idéias.

    Queria sentir-se plena de letras e palavras.

    Foi quando começou a correr e correr e correr por um grande corredor, quando deu por si escalava o móvel de madeira. Respirou fundo e libertou o grito contido há tanto tempo sua garganta. Respirava novos ares.

    Soltou os braços e caiu em uma nuvem feita de algodão doce. Lá, escondida, poderia viajar sem ser incomodada.

  2. 5 comentários:

    1. Medéia disse...

      Que lindo, Rê!
      Você percebeu que temos similaridades nos 5 textos?
      Acredito que temos visões parecidas das bibliotecas... :-)
      Parabéns!!!

    2. Robson Ribeiro disse...

      Parabéns pelo texto, Rê!
      Biblotecas são lugares mágicos.

      Beijo.

    3. Vivi disse...

      Linguagem simples e mensagem profunda e muito complexa. O tesouro escondido é como o enigma da esfinge. Talvez decifrá-lo seja como abrir a caixa de pandora e descortinando o mal. E não são as bibliotecas paraísos com a sua versão moderna da àrvore do bem e do mal? Mas, paraísos são também lugar de repouso. E o final em que a menina encontra descanso em uma nuvem de algodão doce resultou em um belo início de viagem. Como sempre, Rê, você nos brinda com textos intrigantes e criativos.
      Beijocas

    4. Lyani disse...

      Rê adorei buscar a mensagem do seu texto assim como a um tesouro.
      Belas palavras!
      Bjos,
      Ly

    5. Cris disse...

      Rê,

      Adoro a forma criativa como escreve.
      E o que mais são os livros do que passaportes para o paraíso. São capazes de nos transportar para o até então inimaginável.
      Parabéns!

      Bjs



      Que texto palpável.