Rss Feed
  1. Cê sabe, sapeca,
    Saia suada, semana sentada,
    Sem sutiã... safada sorria!

    Sílabas sibilam saídas sussurradas
    Saem salientes sonhando sensações
    Centenas somando, sons soluçantes

    Cipó sabe subir,
    Sutras sabe soprar.

    Santo susto sentia!
    Setas sortidas... celeuma sofria.
    Solavanco sobressaía
    Senhorita sabida, socando sentia!

    Super-herói salpicava.
    Se sabiá... sumia,
    Soldados cercavam cidades.
    Santa Samanta... sulcava... cenoura!

    Seios salivantes,
    Sangue subia,
    Sinos soavam,
    Semente soltava!
    (Saco semente sorvia,
    Salvando sereia sarada.)

    Salamandra sagrada
    Celeiro sugava
    Sonata silenciava
    Sua sem semelhança.

    Sinal celeste sossegava
    Servos solteiros se sentiam senhor, senhora
    Sobram cinto, suco, cerva, sonho

    Serelepes cidadãos,
    Salvem séria civilização seriada!
    Sem sal, só sombras, só sarnas,
    Surrem seu celular smartphone sem significado!
    Só sonidos ceifados, sonsinhos sensatos...

    Sons sibilantes sentidos,
    Sorrimos solícitos se sua senha cegar.

    Sábado será similar
    Se sexta cimentar?
    Saberemos salientar...
    Sacou? Sambou.
    Surge... sábia... soneca... sedada.

  2. 4 comentários:

    1. Vivi disse...

      Olá, Maurício! Muito sonoro e musical. Divertido é lê-lo em voz alta brincando de trava-língua. Vê-se que você se diverte escrevendo. Quanto ao texto, a sonoridade é o que salta aos olhos, ou melhor, aos ouvidos. Mas, a estética é muito boa. Percebi a estrutura circular na poesia. O que muito me agrada. E o tom impertinente e atrevido confere mais graça à poesia. Gostei!

    2. Medéia disse...

      Muito, muito, muito sonoro...
      Que trabalheira, Maurício!
      Gostei muito de:
      "sem sutiã...safada sorria!"
      e de
      "salvando sereia sarada"
      fiquei imaginando a sereia :D
      mas meu trecho preferido foi
      "Salamandra sagrada
      Celeiro sugava
      Sonata silenciava
      Sua sem semelhança."
      isto me lembra danças ao luar e uma fogueira acesa...
      Desta vez, minha vez...
      Eu adoraria ter escrito este texto!!!!!!!!

    3. disse...

      Puro som!Defino assim essa divertida brincadeira!Curto pra caramba esse jogo de palavras.Várias leituras e histórias contadas em forma de poesia Som...ops..Bom demais!

    4. meninas, que bom que curtiram a brincadeira! devo confessar que fiquei com um pouco de medo de acharem ruim eu tocar em temas eróticos, rs.

      é que ainda sou um tanto reticente a lidar com esse tema literária e publicamente.

      de fato, deu muito trabalho arranjar tantas palavras que começassem com o mesma fonema, e construir alguma espécie de história com essa limitação. mas foi divertido! legal ver como isso é possível!

      obrigado pelas impressões de vocês!