Rss Feed
  1. por Medéia
    Bem me quer
    Um instante, um momento.
    Bastou um olhar para sentir afeição.
    Vermelho vivo como o sangue.
    Uma espiral de inebriante sensação.
    Cheiro de rosas no ar.
    Doces sabores na língua.
    Mal me quer
    Um olhar, uma desconfiança.
    Bastou uma terceira pessoa surgir.
    Do vermelho vivo ao bordô.
    Em queda livre as emoções sentir.
    Cheiro nauseante de jasmim.
    Ciúme agridoce.
    Bem me quer
    Um pedido, uma desculpa.
    Bastou um momento de ternura.
    E o bordô virou rosa.
    A gravidade não te segura.
    Aroma de lavanda no ar.
    Deixando o paladar mais suave.
    Mal me quer
    Um bilhete, uma chamada.
    Basta apenas uma faísca para o ciúme voltar.
    Num caleidoscópio de cores, do roxo ao verde musgo.
    Uma sensação de prisão, emoções encaixotar.
    Pétalas murchas não têm fragrância.
    E o sabor apimentado esquenta.
    Bem me quer
    Uma lembrança, uma foto.
    Ou talvez uma canção, faz lembrar o que se perde.
    Os tons de azuis tranqüilizam.
    O círculo a girar não se mede.
    Perfume de camomila, lembrança no ar.
    Gosto salgado de lágrimas a rolar.
    Mal me quer
    Um desencontro, um não querer.
    A indiferença a nascer.
    Ausência total de cor.
    Um horizonte sem perspectiva ou fim.
    As flores não têm mais cheiro.
    E os sabores se misturam.

  2. 8 comentários:

    1. Lili disse...

      Xiii esse desafio pelo jeito vai estar hiper difícil de escolher rs

      Lindo medéia. Parabéns!

    2. interessante. Só a fórmula bem-me-quer-mal-me-quer q eu nao curti mto. tinha certeza q surgiria um assim, nao me chamou a atenção na forma, por isso...

    3. Elisandra disse...

      As frases principais ficaram muito boas dentro desse poema.....soube como usa-las com maestria...parabéns....Bjokas Elis!!!!

      Ainda bem que cores,gostos e amores não se dicutem.

    4. Cris Costa disse...

      Medéia,
      Você está se revelando!!!
      Adorei o uso das cores e fragrâncias refletindo os conturbados sentimentos...
      Parabéns!!
      Bjs

    5. Vivi disse...

      Medéia, muito belo. Gostei bastante da escolha das palavras, das metáforas. Saiu-se muito bem. As introduções a cada estrofe sugerindo a transição do bem ao mal me quer ficaria bem melhor se as palavras em negrito fossem retiradas. Elas quebram o ritmo do poema e além disso, o próprio título já nos revela a intenção do texto de modo que o interessante seria tornar a transição entre um sentir e outro algo sutil aos olhos do leitor. È só um porém pois, mesmo assim, as imagens continuam lindas.

    6. Maria disse...

      Concordo que não necessitava os negritos, e também concordo que o poema ficou belo.
      Aliás, nunca gostei tanto de poemas como neste desafio.
      Parabéns!

    7. lyani disse...

      Aqui também o jogo das palavras, muito bom. Adorei as duas últimas frases :)
      bjos

    8. disse...

      Medéia,

      Boa produção. Tem ritmo, é contagiante.
      Concordo com os demais quanto ao negrito, mas o texto está muito bom.
      Parabéns!!!